Fiéis festejam dia do padroeiro da cidade de Volta Redonda

Diocese
13·Junho·2018


O dia 13 de junho voltou a ser feriado municipal em Volta redonda. Mas o dia não foi de folga para os membros da comunidade que leva o nome do santo, no bairro Niterói. Às 8h as atividades tiveram início com missa presidida pelo bispo emérito da diocese de Barra do Piraí - Volta Redonda, dom João Maria Messi, que lembrou as principais características do Santo do dia.

"Ele foi santo porque viveu profundamente as bem-aventuranças, particularmente a mansidão, a obediência, a humildade e a caridade, a sensibilidade para com os famintos, pobres, marginalizados, aqueles que não são valorizados pela dignidade, que todos nós temos", disse dom João.

Durante a missa, dom João abençoou os pães distribuídos a todos os presentes. A tradição dos pães recorda o trabalho de Santo Antônio junto aos pobres. "Este pão recorda o pão que Cristo multiplicou para os famintos e o pão eucarístico que nos dá todos os dias no ministério da eucaristia. Fazei com que este pão nos lembre o compromisso para com todos os nossos irmãos necessitados do alimento corporal e espiritual", finalizou.

Para Evaldo Pontes, membro da paróquia São Luiz Gonzaga, em Volta Redonda, a tradição do pão relembra um compromisso social. "É importante sempre lembrarmos essas datas porque é uma forma de reavivarmos o evangelho de Cristo na prática. Esse símbolo do pão nos traz também a questão da partilha, do combate à miséria. Por trás do pão de santo Antônio está o desejo que haja pão na mesa de cada um", destacou.

O prefeito Samuca Silva esteve presente e destacou que a volta do feriado foi uma proposta dele à Câmara de vereadores. "Quem ganha é a comunidade, a família...precisamos resgatar as tradições em Volta Redonda, com diálogo. Não fazia sentido padroeiro não ser feriado. E olha que festa linda e toda a comunidade feliz", destacou.

Ao meio-dia, mais uma missa foi celebrada, desta vez pelo padre Nilson José dos Santos, pároco em Nossa Senhora das Graças. Para terminar, às 17 horas, foi realizada missa solene presidida por dom José Luiz Majella, arcebispo de Pouso Alegre. Dom Majella foi coroinha na paróquia de santo Antônio na época de padre Eugênio. Foi quando despertou o gosto para o sacerdócio.

Dias de festa

A festa desse santo, que é conhecido como doutor da Igreja, começou no início do mês em diversas comunidades, três paróquias levam o nome do santo. No dia 12, em Volta Redonda, mais de três mil pessoas participaram da missa que contou com a participação do padre Antonio Maria. De acordo com o pároco Carlos Henrique Ferreira Rocha, a comunidade está em festa e recebendo fiéis de outras cidades da região e até do Rio de Janeiro. "O povo aprovou o feriado que retornou, a festa está bonita, aproveitamos para agradecer a presença dos padres da região pastoral, parabenizar toda a organização da paróquia e agradecer aos meios de comunicação da diocese que estão presentes como a rádio Sintonia do Vale", destacou.

Vejas as fotos aqui