Fórum pretende traçar estratégias contra a dependência química

Diocese
03·Julho·2018

No dia 21/07 toda a igreja diocesana está convidada a participar do I Fórum de Atenção e Prevenção à Dependência Química. O encontro será na Igreja Nossa Senhora das Graças, em Volta Redonda, das 8h às 17 horas. Tal tema é apontado por padre Gildo Nogueira, membro da equipe de Dimensão Sócio-Transformadora diocesana como de responsabilidade de todos, uma vez que foi a principal indicação do Fórum das Pastorais Sociais, realizado em 2014. "Como consequência desse fórum de 2014, levantava-se a questão da dependência química como um drama para as famílias, sobretudo para a juventude. E nos encontros posteriores ouvíamos sempre a mesma questão ser levantada", disse padre Gildo, ao destacar que desde 2016 a equipe vem promovendo estudos e encontros com as pastorais e em breve será lançada uma cartilha com todas as orientações sobre o tema.

Nos meses de maio e junho a temática da dependência química foi intensificada dentro das comunidades eclesiais de base da diocese em seminários que apontaram as propostas e pistas de ação em cada região pastoral com a participação popular. Durante os seminários foram convidados a participar: dois representantes de cada comunidade, representantes de cada pastoral das paróquias, um representante da pastoral das coordenações das regiões pastorais, além dos agentes da Pastoral da Sobriedade. "Toda atividade da Igreja é um trabalho de prevenção às drogas. Todas as pastorais são pastorais de prevenção. Na sociedade civil também existem vários projetos. A própria escola faz um trabalho importante. As experiências ligadas às escolas como aulas de música e esporte, no contraturno escolar, e todo esse empenho é muito importante, sobretudo numa integração entre pais e escolas. E o que nós gostaríamos é que o poder público universializasse essa oferta de atividades que envolvessem a juventude constante e permanentemente", destacou padre Gildo.

De acordo com estudos do projeto, em outros países ficou comprovado que quando o investimento é realizado no âmbito educativo e da prevenção, a incidência de crimes diminui consideravelmente.  O Relatório do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) apontou que em 2015, cerca de 250 milhões de pessoas usavam drogas, entre 15 e 64 anos. Dessas, cerca de 29,5 milhões de pessoas - ou 0,6% da população adulta global - usam drogas de forma problemática e apresentam transtornos relacionados ao consumo de drogas, incluindo a dependência. 

A proposta é que toda igreja diocesana esteja envolvida para que o final deste processo apresente uma proposta como Igreja e apontando alternativas para o poder público.


CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

8h - CHEGADA, CREDENCIAMENTO, CAFÉ

9h -  ORAÇÃO

9h30 - ABERTURA OFICIAL - DOM FRANCISCO

9h45 - APRESENTAÇÃO DOS PRESENTES

10h - BANDA DE CONCERTO

10h30 - APRESENTAÇÃO DO PROJETO

11h30 - MESA DE EXPOSIÇÃO DOS CONVIDADOS

12h30 - DEBATE

13h - ALMOÇO

14h - TRABALHOS EM GRUPOS

15h30 - PLENÁRIA

16h30 - ENCAMINHAMENTOS

17h - ORAÇÃO DE ENCERRAMENTO