Papa encontra diretor da OMS: saúde é direito, não privilégio

Igreja
25·Outubro·2018

Andressa Collet - Cidade do Vaticano



    Nesta terça-feira (23), o Papa Francisco encontrou o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tderos Adhanom Ghebreyesus, para analisar como garantir acesso a tratamentos de saúde a todas as pessoas que precisem, onde quer que estejam ou vivam. Uma nota divulgada no site da OMS também sublinhou que tanto o Pontífice como o diretor-geral enalteceram que a saúde é um direito e não deveria ser um privilégio, compartilhando o compromisso para melhorar a saúde e o bem estar das pessoas mais vulneráveis, seja nos países ricos ou mais pobres. 

    O diretor da OMS declarou ainda que, por muitos anos, ?nós dois trabalhamos para melhorar a vida dos pobres e dos mais vulneráveis. Estou muito feliz de ter o apoio do Papa Francisco no nosso esforço de estender o direito à vida e à saúde a todas as pessoas. E acolho com prazer a ênfase do Papa em relação à saúde das crianças?.

    O encontro acontece na véspera da Conferência Mundial sobre Assistência Sanitária de Base, que começa nesta quinta-feira (25) em Astana, no Cazaquistão. O evento marca os 40 anos da histórica Declaração de Alma Aty, empenhada em alcançar a saúde para todos. Os delegados reunidos no encontro deverão assinar uma nova declaração para revitalizar a assistência sanitária de base em todo o mundo.


Fonte: Vatican News