Nossa padroeira, Senhora Sant'Ana

Palavra do bispo
13·Julho·2020


            O mês de julho tem especial significado, pois comemoramos a nossa padroeira, a Senhora Sant'Ana venerada em toda diocese, especialmente na catedral de Barra do Piraí.

            Bom recordar que nossa bela catedral está sendo restaurada graças a todo um trabalho meticuloso e dedicado da Comissão de Patrimônio Histórico de nossa diocese com o cuidado e atenção incansável por parte do pároco da Catedral, o Revdo. Pe. Paulo Sérgio. Esperamos que esse trabalho continue. Desta forma, no ano do centenário possamos ter a grata satisfação de oferecer essa bela joia arquitetônica totalmente restaurada. Para isso contamos com o apoio e colaboração de todos os católicos de nossa diocese.

            Apesar dos poucos relatos sobre a vida de Sant'Ana o que nos chegou pela tradição é que era casada com Joaquim e, não conseguindo ter filhos, sofria por conta disso. O nome Ana significa "graça". Sendo totalmente devotada à vontade de Deus, implorou ao Senhor a graça de dar à luz uma criança. Conta-se que apareceu um anjo a dizer-lhe "Ana, o Senhor ouviu tua prece, e tu conceberás e darás à luz, e tua descendência será conhecida no mundo inteiro". Assim nasceu Maria, que seria a Mãe de Deus. O símbolo da Senhora Sant'Ana - a concha com uma pérola - significa  aquela que gerou a mais bela e nobre joia da humanidade: Maria.

            Muito expressiva para nós é a representação pictórica  de Ana ensinando a Nossa Senhora  os mandamentos. Serve-nos como reflexão o quão importante é  a catequese familiar e o respeito devido aos nossos antepassados ilustres que muito podem contribuir com sua experiencia de fé e ensinamentos oportunos na cultivo dos valores da fé. Deste modo, com carinho se recorda a avó de Jesus a ser aquela que nos ensina a não descurar o ensinamentos dos valores religiosos tão necessários para o crescimento integral da pessoa humana.

            Nestes tempos tão desafiadores por conta da pandemia, precisamos nos unir ainda mais, e reforçar os laços de comunhão, especialmente, no ambiente familiar, rezando incessantemente pelo fim deste flagelo que atinge a todos, especialmente os mais pobres pela falta de recursos e atendimento digno diante da realidade que ora vivemos.

            No aprendizado da fé descobrimos o caminho da solidariedade e partilha. Todos estão sofrendo por conta desta pandemia ao desestabilizar a vida econômica e social. No entanto temos constatado a tocante rede de solidariedade por parte dos que pouco tem, mas não deixam de demonstrar verdadeiro gesto de proximidade e cuidado com os que mais precisam, colaborando com todas as iniciativas a nível paroquial e diocesano, nas  campanhas que visam ir em auxilio dos mais desfavorecidos na sociedade.

            Que possamos continuar sendo essa presença na sociedade de amor e compaixão. A Senhora Sant'Ana, interceda por nós para que experimentemos esse caminhar autêntico de fidelidade ao Evangelho, sempre a nos guiar no caminho dos mandamentos em uma vida sempre mais solidificada na fraternidade e paz.

 

O Senhor é nossa força.