Missa da Região Pastoral de BP pelo Centenário faz memória da solidariedade na tragédia na Serra das

Missa da Região Pastoral de BP pelo Centenário faz memória da solidariedade na tragédia na Serra das

No último domingo, dia 15, aconteceu na Igreja Nossa Senhora das Graças, em Piraí, a Santa Missa da região pastoral de Barra do Piraí pelo Centenário da Diocese. Ao longo deste Ano Jubilar, será realizada uma Missa comemorativa em cada região pastoral da Diocese, destacando um fato histórico daquela localidade. Em Barra, foi recordado a ação solidária da Diocese na maior tragédia climática do Brasil, ocorrida em 1967 na Serra das Araras. Cerca de 1.700 pessoas morreram e centenas ficaram desabrigadas. 

 A catástrofe acontece há 55 anos, naquela época o Bispo diocesano, Dom Waldyr Calheiros, enviou uma solicitação ao Papa Paulo VI, que contribuiu com as vítimas por meio do Óbolo de São Pedro. “Há 55 anos a Igreja se fez presente e solidária com as vítimas da catástrofe, também nos dias atuais, da mesma forma, procura responder esses novos desafios. Esperando em Deus que os governantes também se sensibilizem, de modo que todas as iniciativas importantes sejam feitas para que não se repita”, explicou Dom Luiz Henrique. “Que possamos através dessa memória renovar nosso compromisso de solidariedade e missão”, pontuou.

Em sua homilia, o Bispo diocesano reforçou o amor ao próximo, seguindo os mandamentos de Cristo. “Pudemos perceber nas leituras lidas nesse quinto domingo da páscoa, que o tema central é o amor. Jesus quer que a gente guarde em nosso coração o novo mandamento D’Ele, mandamento este que as vezes temos dificuldades em entender o sentido, por causa de certas mentalidades equivocadas pensamos que o Senhor coloca esses mandamentos de forma impositiva, cerceando nossa liberdade. Não é, é um caminho proposto excelente pensando em salvação para o nosso bem, amar sintetiza todos os mandamentos do Senhor”, acrescentou.

 Estavam presentes na Celebração Eucarística moradores remanescentes, que foram acolhidos por Dom Luiz Henrique e receberam uma bênção. “Nos unimos às famílias e remanescentes da tragédia da Serra das Araras, momento em que a Igreja se fez solidária, inclusive, o auxílio do Papa da época, Papa Paulo VI. Cuidado, atenção do Bispo da época, dando casas e ajudar as pessoas a melhorar o sofrimento dos irmãos e irmãs. Fazemos memória do acontecimento, mas também a resposta do povo de Deus e da Igreja para ir ao encontro das necessidades dos nossos irmãos e irmãs”, comentou Dom Luiz.

O coordenador diocesano de pastoral, Padre Paulo Sérgio de Almeida, reforçou a importância da preservação da memória da Diocese. “A nossa Igreja diocesana tem uma rica história e uma rica memória, é preciso conhecer para ganhar força, coragem e seguir a diante nos desafios dos próximos anos que vêm pela frente”, finalizou.

A próxima missa será da região pastoral de Barra Mansa no dia 28 de agosto, às 09h.